23/03/2020 Eliton Dioni 0Comment

Após algum tempo, estamos de volta! O blog ficou todo esse tempo parado enquanto focávamos em outros projetos, há bastante novidade para ser contada, então vamos lá. Neste tempo lidamos com várias tecnologias, evoluímos no processo de testes automatizados e analisamos algoritmos de recomendação, mas como nem tudo é inovação, a equipe foi além.

Em dezembro, visitamos o banco de sangue do hospital Santa Casa para uma doação de sangue coletiva. Sempre pensávamos em uma doação em conjunto, e decidimos fazê-la quando um aluno da Faccat estava a procura de voluntários. Todo o processo de doação foi muito gratificante, poder ajudar alguém assim é um sentimento incrível. Nossa intenção é de realizar doações de sangue sempre que possível.

Janeiro foi nosso momento de férias, quando pudemos descansar e descontrair. Até o dia 18 do mesmo mês, estávamos planejando em fazer rafting até que chegou o dia de realizar esse nosso desejo.

Fomos em um parque de Três Coroas, onde praticamos uma emocionante descida pelo rio Paranhana, “o rio que corre ligeiro”,  logo descobrimos o porque. O rio tendo quedas de água, incontáveis corredeiras por causa do seu alto ritmo, inúmeras ondas, bifurcações, pedras em todo trecho possível, enfim, foi um trecho de 8 km em um total de 3 horas e muito cansaço devido ao grande esforço. No final, realizamos uma pequena tirolesa com queda no rio e também o que chamam de surf na onda.

Após 3h de emoção, tivemos tempo para aproveitar mais o espaço do parque. Todos estavam cansados e batalhando por uma rede, ao mesmo tempo em que era preparado salsichão e pão de alho na churrasqueira do local. Foi um ótimo dia, com grandes aventuras e uma indescritível interação que tivemos, o que ajudou a melhorar a relação do grupo todo.

Autor: Otávio Pohren

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *